Romances para acalentar o coração. 

Alguns romances nos faz ficar horas lendo, outros conseguem nos carregar para dentro de seus mundos. Um bom romance consegue fazer isso, dispertar alguns sentidos… É eesses são os meus preferidos, nada mais belo que conseguir sentir o cheiro de uma flor ou salivar desejando alguma comida ou simplesmente chorar de compaixão pelo personagem. 

Segue alguns dos exemplos que mais me encantam… 


Olfato: 

Jenny estava diante do  forno, olhando aqueles pequenos montinhos quentes crescerem, os últimos minutos são os  mais importantes, quando enfim ela abre a tampa do forno é arrebatada com uma nuvem quente, doce e cítrica, suas narinas inalam aquele cheiro de baunilha e limão. 

Paladar:

Jenny chegou a salivar ao cortar uma gorda faria de bolo, levou uma garfada a boca e  sentiu do gosto cítrico, na ponta da língua o sabor adocicado da baunilha acalmava a acidez do limão. 

Audição:

John estava observando Jenny, totalmente encantado, sua voz meiga e doce reproduzia perfeitamente a música I’m Scared da cantora Duffy, sua voz tremia de um jeito perfeito,   enquanto cantarolava e preparava o café da manhã. 

Visão:

Ela estava deitada na cama olhando atenta para as portas do quarto, na expectativa de seu amor entrar com a surpresa que prometeu. A música começou a tocar uma música sensual, essas de boates de strip.  Quando a música explodiu no refrão ele abriu as duas portas com tudo, jogando a cabeça pra trás, de forma caricata. Uma versão cômica do filme Magic Mike”. Os dois caíram na gargalhadas quando John rebolou igual Tatum em cima dela, mas desequilíbrou e caiu no chão. 

Tato:

Jenny estava deitada na cama, segurando o riso para não dar pista de sua localização.  John andava pelo quarto, derrubando tudo o que tocava, ele estava próximo a ela agora, apalpou algo duro e liso, foi passeando com as duas mãos, insinuando com um sorriso safado no rosto, estar com outra coisa na mão. Mas conclui que era o dorsal  da cama, ele subiu na beirada e brincou dançando nele, Jenny deu uma risadinha e denunciou estar próxima, ele estao deu bote nela, pegou seu pé, foi acariciando e sentindo os pelos do corpo dela arrepiarem, era deliciosa essa sensação, o calor que emanava dela queimava as pontas de seus dedos.

Não é difícil de se imaginar  em algumas dessas cenas, essa é a magia de ler, conseguir despertar esses sentidos. 

Algumas autoras me inspiram a escrever histórias como essas do pequeno conto que crie de Jenny e John, vou deixar alguns dos livros que me fizeram ganhar horas dentro desse mundo literário. 

Cecelia  Ahern 

Simplesmente acontece

Ps eu te amo



Katie Fforde 

Uma pitada de amor 

Mary Simes 

O irresistível café de cupcakes 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s