Romances para acalentar o coração. 

Alguns romances nos faz ficar horas lendo, outros conseguem nos carregar para dentro de seus mundos. Um bom romance consegue fazer isso, dispertar alguns sentidos… É eesses são os meus preferidos, nada mais belo que conseguir sentir o cheiro de uma flor ou salivar desejando alguma comida ou simplesmente chorar de compaixão pelo personagem. 

Segue alguns dos exemplos que mais me encantam… 


Olfato: 

Jenny estava diante do  forno, olhando aqueles pequenos montinhos quentes crescerem, os últimos minutos são os  mais importantes, quando enfim ela abre a tampa do forno é arrebatada com uma nuvem quente, doce e cítrica, suas narinas inalam aquele cheiro de baunilha e limão. 

Paladar:

Jenny chegou a salivar ao cortar uma gorda faria de bolo, levou uma garfada a boca e  sentiu do gosto cítrico, na ponta da língua o sabor adocicado da baunilha acalmava a acidez do limão. 

Audição:

John estava observando Jenny, totalmente encantado, sua voz meiga e doce reproduzia perfeitamente a música I’m Scared da cantora Duffy, sua voz tremia de um jeito perfeito,   enquanto cantarolava e preparava o café da manhã. 

Visão:

Ela estava deitada na cama olhando atenta para as portas do quarto, na expectativa de seu amor entrar com a surpresa que prometeu. A música começou a tocar uma música sensual, essas de boates de strip.  Quando a música explodiu no refrão ele abriu as duas portas com tudo, jogando a cabeça pra trás, de forma caricata. Uma versão cômica do filme Magic Mike”. Os dois caíram na gargalhadas quando John rebolou igual Tatum em cima dela, mas desequilíbrou e caiu no chão. 

Tato:

Jenny estava deitada na cama, segurando o riso para não dar pista de sua localização.  John andava pelo quarto, derrubando tudo o que tocava, ele estava próximo a ela agora, apalpou algo duro e liso, foi passeando com as duas mãos, insinuando com um sorriso safado no rosto, estar com outra coisa na mão. Mas conclui que era o dorsal  da cama, ele subiu na beirada e brincou dançando nele, Jenny deu uma risadinha e denunciou estar próxima, ele estao deu bote nela, pegou seu pé, foi acariciando e sentindo os pelos do corpo dela arrepiarem, era deliciosa essa sensação, o calor que emanava dela queimava as pontas de seus dedos.

Não é difícil de se imaginar  em algumas dessas cenas, essa é a magia de ler, conseguir despertar esses sentidos. 

Algumas autoras me inspiram a escrever histórias como essas do pequeno conto que crie de Jenny e John, vou deixar alguns dos livros que me fizeram ganhar horas dentro desse mundo literário. 

Cecelia  Ahern 

Simplesmente acontece

Ps eu te amo



Katie Fforde 

Uma pitada de amor 

Mary Simes 

O irresistível café de cupcakes 

Entrevista da Semana

Entrevista da Semana

Essa semana me candidatei a adotar uma autora, projeto do grupo Viciadas do Wattpad. E como foi um sorteio as cegas, escolhi o número 11, meu número da sorte. E como sempre deu super certo. Conheci uma nova autora, jovem, simpatia e linda.

Karen Perez

image

1 – Nos fale um pouco mais sobre você, idade, profissão, gênero literário, gosto música.
R.
Bem eu tenho 20 anos completarei 21 dia 10 de outubro, atualmente sou estudante e escritora e essas duas coisas consomem muito meu tempo rsrs, eu sou bem eclética quanto a gênero literários, mas não abro mão de um bom romance, escuto qualquer tipo de música exceto funk, prefiro músicas internacionais, e no momento atual estou apaixonada pelas músicas K-pops.

2 – O que a levou a escrever o primeiro livro?
R.
O que me levou a escrever meu primeiro livro foi a necessidade de passar para o papel ou no caso para o computador tudo aquilo que eu imaginava e criava, foi uma maneira que eu encontrei de relaxar e me encontrar em algo que realmente fazia sentido para mim, e de certa maneira me ajudava a expressar o que eu sentia, mas não conseguia falar.

3 – Em suas histórias que mais fizeram sucesso, você mudaria alguma coisa? O que você acha que mais atraiu os leitores?
R.
Eu não mudaria nada, quando termino de escrever um livro sempre sinto aquela sensação de objetivo cumprido, e depois quando leio tudo que escrevi o máximo que eu penso é “meu Deus eu sou louca”, entretanto amo essa loucura que transfiro aos meus livros isso os torna divertidos. Acho que o que chama atenção em meus enredos é o fato de parecer ser um clichê, mas que quando a pessoa pega para lê vê que está enganada e que sempre vai achar uma mensagem por trás de cada história.

4 – Fale um pouco  sobre sua relação com seus leitores.
Minha relação com meus leitores é boa, porém seria melhor se eu tivesse mais tempo, eu estudo muito, pois almejo passar em uma universidade federal então acabo por ficar mais tempo estudando do que em contato com as outras pessoas.

5- Você se inspira em algum autor(a)? Qual?
R. Me inspiro em vários autores, porém se tivesse que escolher um autor nacional para ser meu exemplo com toda certeza seria a Carina Rissi amo a escrita dela, os livros e como ela conquistou tantas coisas em nosso país.

6- Qual seu personagem favorito, e qual livro que você mais se divertiu em ter escrito?
R.
Meu personagem favorito até agora é o Andreas do terceiro livro da série Caídas de Amor “De Repente Apaixonada”, o livro que mais me diverti escrevendo… Bem acho que meu atual que estou escrevendo em parceria com uma amiga, nos temos tantas ideias divertidas que com toda certeza este está sendo um dos mais divertidos até agora.

7 – Quais as dicas, que poderiam dar para os que estão iniciando nesse universo como escritor?
R.  Não desistam, mesmo que tenham críticas as vezes descontrutivas, não parem jamais de escrever e não desanimem, se vocês amam escrever, nunca deixem nada nem ninguém desmotiva-los e lutem para conquistar o que desejam.

image

Mídias sociais da Karen:
Perfil no Wattpad: http://my.w.tt/UiNb/scUt50QMzu
Perfil no IG: @karensantospp
Perfil da série MP Ig:@seriecaidasdeamor
Grupo no Facebook: https://www.facebook.com/groups/1476276742685934/

Obrigada Karen pela atenção e o carinho.

image